terça-feira, 5 de julho de 2016

posts que falam, falam e não dizem nada



Acho que, com a idade, vamos sendo cada vez mais cautelosos. É provável que seja o acumular de sabedoria e experiência que nos torne mais ponderados - e a cautela seja só a consequência natural. Gosto de pensar que sim. Na prática, apercebo-me que arrisco muito menos hoje do que há 10 ou 15 anos e em quase todas as áreas da vida. Talvez também por ir aprendendo a ser mais serena e grata pelo que tenho, em vez de continuar sempre insatisfeita à procura de ninguém sabe bem o quê. Mas também me sinto menos aventureira e, em geral, mais medrosa. Ora, se é a excepção que confirma a regra, a minha excepção está a acontecer. Na semana passada, tomei uma decisão daquelas arrojadas que nos viram a vida ao contrário. Agora estou a processá-la. Ao entusiasmo mistura-se, a tempos, um medo quase inexplicável do desconhecido. Se contassem à Raquel com 20 anos (sim, estou a referir-me ao meu "eu passado" e na terceira pessoa, isto aconteceu), cheia de gosto pela novidade, que haveria de, um dia, sentir-se assim insegura, ela não iria acreditar.
Dito isto: siga! :)

8 comentários:

Guilhim disse...

Não sei se é cautela e medo... é que depois, passa-se alguma coisa e a cautela e o medo vão para o espaço (e passados cinco minutos as perninhas ficam a tremer a pensar no que é que fomos fazer)! Conheço cada vez mais pessoas que, quando nada fazia prever resolvem dar o salto de fé (eu incluída... ainda não sei se me estatelei... há dias em que acho que sim... mas estou com fé que haja ressalto).

Seja o que for, vai e desfruta!

Joana disse...

Confesso que também sinto o mesmo, talvez seja mesmo a experiência da vida, a idade...não sei. Que corra tudo bem, Raquel! Beijo

joana disse...

hahahaha! liguei-te mas não tinha visto isto :)
props!

Val disse...

Olá Raquel, com a idade tornei-me mais serena e muito, muito mais tolerante. Mas acho que não cautelosa. Espero que o que quer que seja, venha para te fazer bem! beijinho.

Jónatas Lopes disse...

Siga mesmo!

Raquel Úria disse...


É muito isso, Guilhim. Estás lá! Temos de marcar o nosso lanche.

Beijinhos, Joana e joana! :)

Obrigada pelo incentivo, Jónatas.

Val, acredito que sim. Há um tempo certo para tudo. :) Beijinho!

Raquel disse...

Se for para o bem...SIGA! :)
Good for you!

frascodememorias disse...

Se é o momento certo, é para avançar.
Os heróis das epopeias não eram os que não receavam, mas os que avançavam apesar dos receios.
Maior epopeia do que a vida não há...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...