quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Nem tudo o que parece, é.

Dizem que a temperatura vai baixar muito e, em consonância com isso, estou a sentir por antecipação uma vontade incontrolável de passar serões refastelada no sofá entre almofadas e mantas a ver séries com chá e biscoitos a acompanhar. O ridículo da condição humana é que lamento o facto de raramente o trabalho me permitir isso, mesmo tendo consciência de que se não tivesse emprego, a última coisa que me apeteceria era ficar refastelada num sofá. A velha história de só desejarmos o que não podemos ter, do "estou bem, aonde não estou porque eu só quero ir, aonde não vou". Assim sendo, mais vale o esforço consciente para sermos felizes com o que temos, por mais banal, desapaixonado ou pouco ambicioso que possa parecer. Porque nem tudo o que parece, é.


4 comentários:

R. disse...

Pronto... é que é mesmo isso...
Beijinhos*

Ana Mîrza disse...

É isso mesmo Raquel!
Eu estou do outro lado e farta de estar no "sofá"... quem me dera estar onde estás!
Beijinhos ;)

Raquel Úria disse...

Cila, aproveita bem cada minuto. Faz isso por quem não pode. :) Cria oportunidades. Beijinhos

Débora disse...

Sem tirar bem pôr... quando ando ocupada tenho vontade de fazer 387461 coisas. Quando tenho tempo, não me apetece fazer nada e passo os dias a vegetar :(
Devia haver uma fórmula mágica para nos fazer mudar!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...