segunda-feira, 19 de setembro de 2016

casa verde



A capacidade de sobrevivência e adaptação das plantas surpreende-me todos os Verões. Costumamos passar uma temporada grande fora de casa e elas ficam entregues à sua sorte, ninguém as vem regar. Claro que tento deixá-las abrigadas e que as rego abundantemente antes de sairmos, mas fecho sempre a porta de casa com a suspeita de que muitas delas não vão aguentar as temperaturas que Lisboa oferece em Agosto.
Ano após ano, sou surpreendida à chegada. É uma das razões pelas quais tenho alguma dificuldade em compreender quando alguém me diz que não tem sorte nenhuma com as plantas porque elas morrem todas. Aqui, portam-se com uma valentia admirável. A que está à direita, na fotografia de cima, resiste a tudo (incluindo todas as mudanças de casa) há mais de uma década. 






5 comentários:

Val disse...

Olá Raquel, acredita porque é verdade: com certas pessoas nada se dá! Já comigo todos os dias em casa, tenho muita dificuldade em manter as plantas minimamente no terraço, se eu fosse para fora e não deixasse alguém a regar, seria o descalabro. Aliás já aconteceu: voltar depois de 15 dias e o terraço ser um local de desolação total!! Acho que é questão de jeito mesmo. Tenho um amigo (homem) que diz que o segredo é falar com as plantas e de fato, a casa dele parece a floresta amazónica, tudo frondoso! A tua vai pelo mesmo caminho! o verde dá uma vida e um ambiente extraordinários! beijinhos

Lulu walkingonsunshine disse...

Olá Raquel :)
Sendo eu neta e filha de quem ama plantas, claro que eu teria de seguir o mesmo caminho .
O segredo é mesmo mima las quase todo os dias ,adubos ,vitaminas novas terras e um dose de muito carinho .
No meu caso tenho plantas de exterior de que não dá maneira nenhuma de entrar para dentro de casa ,logo alguem tem de cá vir rega las ,se não morriam todas .
Adoro esse teu espaço interior ou exterior é um verdadeiro refugio.
tem uma boa semana
bjs
Lulu

Raquel disse...

Opá...eu sou uma dessas. Não sei porquê. :( Eu rego-as, limpo-as...até já um cacto me morreu. Se calhar é excesso de atenção?

Raquel Úria disse...

Pois Lulu, é preciso "compreender" as plantas! :) Se conseguires um sítio abrigado do Sol e vento, até as plantas de exterior se aguentam - claro que só as de vaso é que podemos transportar... :) tão bom poder-se ter um jardim!

Val e Raquel, é possível que seja mais uma questão se escolherem as plantas certas para vocês! A sério que acredito nisso. Têm sardinheiras? E elas não aguentam tudo?! :)

Selma Tabita disse...

Raquel, não te surpreendas. As tuas plantas sabem que não havia melhor sitio para morar, para quê morrer? :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...