quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

da efemeridade da beleza



Ontem começava Dezembro e eu percebia que, se calhar, a nossa árvore não vai durar até ao Natal. Espero estar enganada. Uma árvore enorme com a raiz bastante comprometida leva o seu tempo a adaptar-se ao novo vaso e à terra. Talvez seja só por isso que algumas carumas já começam a povoar o chão da sala. Também pode acontecer não se chegar a adaptar de todo e, nesse caso, vai ser uma maratona aguentá-la verdinha até ao Natal, quanto mais até dia 6 de Janeiro. Em todo o caso, não me arrependo de ter trazido para casa esta beleza com mais de 2 metros de altura. É a árvore mais bonita que encontrei em anos!

5 comentários:

Steh Lima disse...

Nossa sem dúvida nenhuma não pode haver arrependimentos, essa é a arvore mais linda que já vi também! Tomara que ela aguente e fique bem verdinha!!
Amei teu blog, e já to seguindo aqui!
Um super beijo, Steh
donasteh.blogspot.com

Ana disse...

Sem dúvida, é mesmo muito bonita.

Raquel Úria disse...

Pois é Steh. "tomara" que sim! :)

Obrigada e um beijinho para ambas!

Nádia disse...

Está linda! Eu confesso que não conseguiria ter uma árvore real (tal como não consigo ter flores em vasos): ver coisas a decair entristece-me.

Raquel Úria disse...

Nádia: as plantas em vasos não decaem! :) As minhas pelo menos. Estão sempre bonitas (até aguentam o Verão enquanto estamos fora, nem sei como!) e, se tudo correr bem, este pinheiro com raiz também há-de aguentar-se. Bj

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...