quinta-feira, 26 de novembro de 2015

cacau: o fruto do cacaueiro



Quem, como eu, não cresceu numa cidade, espanta-se com as crianças que nunca viram uma galinha a sério, ou um porco, uma vaca, um perú; que não sabem coisas básicas sobre plantas e árvores ou cogumelos... tudo aquilo com que crescemos familiarizados e que assumimos como óbvio. Foi como uma dessas crianças que me senti quando, há uns dias, uma colega são-tomense me trouxe um cacau. Claro que, em teoria, eu sabia que o cacau em pó que compramos cá é o fruto de todo um processo e que, tal como o café, vem de uma planta. Mas entre a teoria e ter mesmo o fruto na mão, cortá-lo, cheirá-lo e prová-lo, vai um abismo. Foi "qualquer coisa". É muito diferente de como o imaginava e nem o cheiro nem o sabor das sementes faz sequer lembrar o cheiro característico a chocolate ou que associamos por cá ao cacau. É toda uma experiência. Eu nem sequer sou uma fanática do chocolate mas tenho de assumir que foi especial. Gosto tanto de quando podemos viajar sem mover os pés!


6 comentários:

MAG disse...

Nunca vi nem cheirei ao vivo, mas adorava!

Val disse...

Olá Raquel, que coincidência o teu post: apesar de eu já ter visto cacau nos vários museus de chocolate que já visitei por aí, este ano, trouxemos um do Brasil para degustar em casa. E para que nada se desperdiçasse o marido ainda tostou as sementes, moeu-as e acrescentando mais uns ingredientes fez um chocolate excelente. Foi uma rica experiência, principalmente para o mais novo da casa! E o cheirinho que ficou na cozinha? do melhor!beijinhos!

Planeta Zorp disse...

Nem sabes como isso dos miúdos não saberem coisas básicas de animais e plantas me incomoda... Não moramos propriamente no campo com animais, mas o meu rapazola conhece muitos, identifica-os e sabe algumas das suas características porque vê imagens, faz perguntas e nós explicamos-lhe as coisas como são! Confesso q um detes dias me ri quando a auxiliar da sala dele me perguntou q animal era aquele que ele andava a dizer... Pedi-lhe para o repetir e ele, do alto dos seus quase 3anos, disse muito calmo "oh mãe, ornitorrinco!"
Quanto ao cacau, estava como tu! Sabia a teoria, mas nunca tinha visto (nem apalpado ou cheirado) nenhum. Conheci o fruto quando estivemos 7 meses a viver na Terceira... Acho q também me senti como uma miúda a descobrir um mundo novo!!! E provei um licor que a mulher do meu colega fazia directamente do fruto... O melhor licor q alguma vez bebi!!!
Beijinhos da costa alentejana,Xana

Ana disse...

É a primeira vez que vejo tal fruto, interessante, e agora, vais fazer cacau com ele?, estou curiosa. Beijinhos.

Raquel Úria disse...

Nós trincámos sementes e tudo! Achei tudo muito inesperado: sabor, textura, aroma... mas depois de andarmos a exibir o fruto a toda a gente que nunca tinha visto um ao vivo, não sobrou nada para contar histórias! :)

Nina disse...

Também nunca vive ao vivo, nem sabia que tinha esse aspeto :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...