quinta-feira, 8 de novembro de 2012

questões de longevidade



As minhas botas querem descansar mas eu não consigo substituí-las. Não foi ainda inventado nada que proporcione um conforto que se lhes compare.
Ainda estou longe de as forçar a aguardar pelos 65 anos de idade para se poderem reformar, mas também não consigo fazer já as despedidas. Quanto tempo, em média, costuma durar o vosso calçado? Têm uma ideia? Eu estrago quase todas as solas e tacões em poucas semanas, mas tenho achados destes que me apetecia manter uma vida inteira...

9 comentários:

R. disse...

As minhas botas pretas mais confortáveis têm 9 anos. Mas tenho calçado ainda com mais idade. As sapatilhas que uso para as caminhadas têm 14; as minhas sandálias mais festivas têm 13. Depende. Há calçado intemporal, há saltos que nunca passam de moda, há solas que resistem mais tempo... Depende.

Cor de Chá disse...

Ultimamente, tenho notado que nada parece durar. Já tive de deitar umas sapatilhas e umas botas fora este ano, coisa que nunca me tinha acontecido... As botas eram da Blanco e não esperava grande coisa dali. Mas as sapatilhas, supostamente, deveriam ter durado mais.
Tenta arranjar um bom sapateiro. Conseguem fazer milagres! :)

Nani disse...

Como costumo dizer, o que é bom dura sempre mais. Opto sempre por essas :). E talvez calçado um pouco mais barato e ainda assim não tão desconfortável, para 'bater', porque estrago muito os saltos também, etc.. Sou sincera, nunca contabilizei o tempo. Gosto de sapatos. Pronto. ;)

Kella disse...

Comecei a gostar de sapatos há uns 6 anos. Desde essa altura percebi que, não podendo a minha bolsa aguentar muito despêndio, mais valia comprar algo menos caro e poder diverseficar. Assim, todos os anos compro cerca de 4 pares no Verão e outros tantos no inverno, a uma média de 10/12 euros o par. Quando me farto, vou trocando ou passo à mãe ou à mana. As botas duram-me cerca de 4 anos, depois vão fora. Onde compro? muitas vezes nas feiras, sem vergonhas ou problemas.

Raquel Úria disse...

I see, meninas. ;) As únicas coisas que me duram muitos anos são as que raramente uso! Independentemente da qualidade, como sempre conduzi bastante, estrago os sapatos todos nos pedais do automóvel (não me perguntem como, porque ainda não percebi ao certo). Kella, por uma questão ecológica devias repensar esse consumismo! 8 pares novos por ano só por uma pessoa é uma grande produção de resíduos num planeta que tem falta de espaço para tanto lixo! A sério.
Os sapatos baratos usam, em geral, materiais de menor qualidade, menos saudáveis para os pés e mais poluentes para o ambiente. Por gostar muito de ter os pés confortáveis e anatomicamente aconchegadinhos, costumo preferir investir em sapatos bons - mesmo que, para isso, precise comprar poucos. Mas é por isso que escolho muito bem e só compro quando gosto mesmo - e depois me custa tanto quando suspeito que estão a pedir reforma. :(

Anónimo disse...

tive umas botas 5 anos de pele...comprei no lidl....usava muito muito muito. Foram fora por causa da sola.

Tenho umas da natura que já vão para 4 anos,foi ao sapateiro vieram novas.



Mas durante o dia ando com calçado fornecido pelom patrao. Trabalho em construção. talvez por isso durem tanto tempo.


erva doce.

Catarina disse...

As botas que trago hoje já teem mais de 10 anos!!!! Lembro-me que as comprei ainda na faculdade e ja acabei o curso ha 10 anos... Sao da Geox, lembro-me que foram caras... mas no calçado raramente o barato dura tanto tempo... estão impecáveis e ando com elas qse todos os dias... :)

Kella disse...

Pois...tens razão...mas já ando a tentar comprar menos. Este Inverno ainda não comprei nenhuns sapatos ou botas. Estou a portar-me bem.

Raquel Úria disse...

:)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...