sexta-feira, 23 de novembro de 2012

cá vai


imagem do "arquivo" do meu blog anterior

Este é um daqueles posts que não sei se devia escrever. Menos ainda, publicar. A verdade é que até já o desabafei ontem mas, depois, arrependi-me e apaguei-o. Estou aborrecida com o google e todas as contas associadas (principalmente o blogger). Vamos por partes:

Anteontem cheguei a casa a precisar de um serão criativo. Muni-me de tecidos bonitos, feltros, fitas, papéis para desenhar os moldes, lápis, tesoura e tempo roubado ao sono e comecei a planear o Natal deste ano. Fiz algumas coisas que fotografei na manhã seguinte (ontem) e vim ansiosa e entusiasmada descarregar as fotografias para as poder partilhar aqui. Acontece que o blogger resolveu não me permitir fazer o upload das imagens e notificar-me de que tinha excedido o limite de armazenamento nos álbuns picasa. Avancei de imediato para a fase de apagar fotos antigas (e as do blog adjacente a este - um dos mais antigos que tinha e ia mantendo). Apaguei algumas centenas de fotografias e depois resolvi voltar a tentar escrever o post que tinha na manga. Novamente o blogger me barra a missão com o mesmo argumento (e foi quando a tampa me saltou). Esta é a altura em que vocês estarão a pensar: "Sua forreta, quem publica tantas fotos tem mais é que pagar e parar de se queixar." E eu explico-vos: o que me está a irritar é apenas o facto de não me terem notificado quando atingi o limite. Só fui notificada agora, depois de ter excedido o limite por quase 200%. Isto não me deixa qualquer margem para gerir o blog, fazer uma seleção, decidir apagar algumas fotos menos interessantes e continuar com o alojamento gratuito. Na medida em que o meu blog nunca foi uma fonte de rendimento nem me trouxe qualquer benefício palpável (para além de conhecer pessoas extraordinárias, aprender e partilhar ideias), obviamente nunca pensei ter que pagar para o manter.

Agora estou indecisa. Opções: 

  • mudar para outro alojamento e começar do zero outro blog,
  • importar o erva cidreira e continuar noutro lado,
  • pagar para ter direito a mais alojamento,
  • apagar mais de metade dos arquivos do erva cidreira,
  • continuar a escrever mas nunca mais publicar fotografias, ou
  • acabar o blog e dedicar-me a tarefas mais interessantes.
Não sei. Acho que decidir a quente nunca é boa ideia, por isso vou continuar a ponderar nas opções. Se tiverem ideias, soluções ou vos apetecer maldizer o blogger comigo, sou toda ouvidos.

15 comentários:

R. disse...

Maldigo o blogger contigo. Muito.
Não tenho soluções milagrosas. Mas tenho um pedido sério: por favor, não sumas.
Raquel, és uma das minhas pessoas blogosféricas mais queridas e uma amiga, sim, isso mesmo, uma amiga que transferi para a vida. Preciso de ti. E não, não é a mesma coisa ligar-te de vez em quando ou encontrar-te duas vezes por ano. Preciso de te saber aí, de me inspirar com a tua maneira de viver a vida, de te ver reconhecer a felicidade nas coisas aparentemente mais miúdas, de ir sabendo receitas novas e de ter a certeza que haverá sempre uma fotografia mais bonita que a anterior à minha espera quando aqui chego. Não te vás embora...

(Hesitei entre escrever-te isto aqui ou num mail... mas achei que tinha mais sentido dar o pontapé de saída para os argumentos que espero venham a ser muitos e te convençam a ficar connosco :))

Gostiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!!

Guilhim disse...

Acabar nunca e apagar menos ainda!! São muitas memórias muitas opiniões e comentários que vais querer rever de vez em quando. Por isso respira fundo! Vás para onde fores o pessoal vai atrás de ti, por isso, se exportar o blogue para outro servidor for a solução só tens de avisar a malta e lá vamos todos em filinha indiana! Nada de desanimar e continua a tirar as fotografias das coisinhas mágicas que fazes que não tarda tens que as publicar todas!!

Beijinho

Anónimo disse...

importar o erva cidreira e continuar noutro lado,.


erva doce

Ana Margarida disse...

maldigo também o blogger, se põe a tua escrita em causa. sugiro importar para outro lado, e continuar.
há uma luz especial no que escreves, e que muitas vezes me anima. muito egoisticamente, continua, por favor! *

Nani disse...

se nao queres pagar a conta :) importar claro! Estou com a Guilhim. E a malta vai atrás de ti. Mas como conseguiste pôr aqui esta foto? copy/paste? eheh É só para te animar. ;) Beijinho grande e ânimo.

ei! kumpel disse...

Entendo a frustração, mas ficava triste se não pudesse mais ler-te...

Eu nunca fui à bola com o blogger... o que achas do wordpress? Tive lá um blog pessoal durante anos e os problemas foram mínimos. Agora também uso o wordpress para o think lovely.

Importa para outro lado e logo vês como corre. Era uma pena deixar de te ler...

margarida

Anónimo disse...

Concordo com todas as amigas!

erva de cheiro

Selma Tabita disse...

Raquel, aconteceu exactamente o mesmo comigo e até publiquei um post a pedir ajuda. A Rute respondeu e ajudou-me: a solução passa por criares um outro email e adicionares esse email aos autores do blog. Passas a publicar por aí e acabou-se o problema. No entanto, eu fiz outra coisa: transfiro as fotografias que quero publicar para o flickr (privadas - no flickr só eu é que as vejo!) e dps colo o url no html do post (é muito mais fácil do que possa soar) e assim evito encher mais uma conta e atingir outra vez o limite. Também pensei em exportar o meu blog...mas gosto tanto de como está cheio de bolinhas que não tive coragem. Escolhe uma opcção qualquer, agr acabar é que não!! =) beijinhos**

rais disse...

Apaga os arquivos. Entra na onda: "isto É uma coisa efémera" onde nada tem prazo de validade superior a um ano. Vai fazer maravilhas por ti!

Raquel Úria disse...

Ainda estou a processar informação... :)

Obrigada pelas ideias, sugestões, conselhos e palavras simpáticas. Sedes os máiores. ;)

Bombom disse...

Conheço-te há muito pouco tempo e tenho andado aqui a visitar-te para te conhecer melhor. Mas aqui parei para te deixar um comentário. No dia em que o blogger me pedir dinheiro para eu lá pôr fotografias, mando-o passear (ou talvez faça como sugere a tua comentadora: acrescento outro e-mail).
Não te vás embora agora porque tens aqui coisas tão interessantes, que era uma pena abandonares.
O teu blog é didáctico, não te limitas a oferecer as tuas receitas, mas partilhas também a história dos lugares, da gastronomia, e isso é precioso. Adorei conhecer-te. Felicidades! Bjs. Bombom

disse...

Estranho, nunca tinha ouvido falar nisso... eu tenho um blogue (o dos meus filhos) desde 2008 cheio de fotos e videos e nunca me aconteceu barrarem-me... estranho. Não gostava que desistisses, gosto muito de te ler, és uma das únicas que sigo regularmente, mas tu é que sabes, eu tb tenho muitas vezes vontade de desistir disto... mas depois acabo sempre por voltar.

Adriana Oliveira disse...

Olha aqui: http://knownissues.blogspot.pt/2012/11/some-users-are-reporting-that-theyre.html

Parece que não és a única ;)

Raquel Úria disse...

Obrigada Adriana, sinto-me menos sozinha. :)

Raquel Úria disse...

Nani: Obviamente usei uma foto que já tinha no picasa - tal como a legenda indica!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...