sexta-feira, 20 de julho de 2012

17 de Julho




No meu ranking pessoal (coisa que obviamente não existe, mas vamos fazer de conta), dificilmente este Verão conseguirá superar o dia de praia da última terça-feira. É que esteve per-fei-to. O areal, a maré, o céu...
Só que a seguir, chegar a casa e ouvir dos incêndios um pouco por todo o país é o balde de água fria (antes do duche). Os dias perfeitos de Verão de uns têm um custo demasiado elevado para outros.

3 comentários:

Trabalho a 4 mãos disse...

Os incêndios são uma daquelas coisas que me trazem lágrimas aos olhos, de tristeza, impotência, de incompreensão,de dor e alguma recordação de solidariedade porque em pequena lembro-me de ver e ouvir o rodopio de pessoas a correr para ajudar a apagar fogos que andavam nas redondezas. A ordem era para as crianças não saírem de casa e eu ficava à janela a ver pessoas a correr, a gritar porque havia algum pinhal a arder. Não interessava de quem era, a urgência era levar o que fosse preciso para ajudar.
:(
Sílvia

Raquel Úria disse...

Era mesmo, Sílvia. E o cheiro intenso a fumo ou o Sol avermelhado pelas cinzas espalhadas no ar são mesmo cenários aflitivos. :(

Nani disse...

Por acaso já vivi isso, porque tive quintas, e é um sofrimento indescritível e esta semana tive a 'ecperiência' de ter cinzas a entrarem-me pela janela trazidas pelo vento, de um incêndio aqui a uns quilómetros, enquanto estava a ver a acontecer nas notícias. E estou na cidade. Foi só estranho por isso..,
De resto, a minha praia também estava muiiiito boa! ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...