quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

pôr-do-sol


Hoje o pôr-do-sol estava particularmente bonito. Pelo menos, estes dias estranhos de Inverno com céu muito azul e Sol trazem esse brinde ao final de cada tarde. O céu oscila entre o cor-de-rosa, anil, lilás, alaranjado, vermelho e, durante uns minutos, tudo fica inundado com uma luz maravilhosa. É nessa altura que me lembro dos finais de tarde de Verão na esplanada com vista para o mar em São Pedro de Moel e, se fechar os olhos, por uns momentos é como se estivesse lá.

9 comentários:

R. disse...

Trabalho a 4 mãos disse...

Não há como aquele mar, aquele céu, aquele sol, aquela brisa (só para não lhe chamar ventania), aquele cheiro a pinheiro e eucalipto, aquele cheiro a mimosas e camarinhas...já passeaste no passadiço que começa depois da Polvoeira e vai até às Paredes? Termina numa plataforma maravilhosa com vista para aquele nosso oceano...
Aquele litoral tem qualquer coisa de muito especial...

Guilhim disse...

vim de lá perto ontem, mas voltava num piscar de olhos... nada melhor para a neura!

Cláudia disse...

Saudades de S. Pedro!!
Saudades das minhas manhãs que ia a pé da Marinha Grande até S. Pedro.
Saudades do pinhal, Saudades do cheiro... Saudades de ter qualidade de vida! :)

Raquel Úria disse...

Claro Sílvia! O passadiço agora liga mesmo todas as praias e no Verão costumamos correr e andar de bicicleta por lá, com aquela vista e o vento com cheiro a maresia e pinhal a bater-nos na cara... (eu romantizo muito as memórias! Depois chego lá e aquele frio só me dá vontade de fugir. Mas assim que me venho embora morro novamente de saudades!)

Guilhim: da Nazaré?

És da Marinha Grande, Cláudia? Vivias lá?

Anónimo disse...

Gostei muito de conhecer. Mas este ano não voltarei....

Foi nesse lugar que a minha vida recomençou

erva doce

Cláudia disse...

Vivi na Marinha durante 3 anos, tive la uma loja no Atrium. Vim embora há 6 anos, ficaram as saudades!

Trabalho a 4 mãos disse...

Não estou a falar da ciclovia, da estradinha vermelha.Estou mesmo a falar de um passadiço de madeira ainda mais dentro e perto do mar. Sabes qual é?
É de fazer arrepiar! e não é pelo vento que entra por uma orelha e sai directamente pela outra! É mesmo pela vista.
Sílvia

Raquel Úria disse...

Ah, sim estava a confundir com a ciclovia! Já vi o passadiço de madeira mas nunca andei nesse, só no do outro lado de S. Pedro. Tenho que ir descobrir isso!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...