segunda-feira, 17 de outubro de 2011

sabor






Foi demorado, feito com muito gosto e saiu perfeito. O aspecto podia ser melhor mas, para o meu paladar, o sabor estava perfeito. Toda a receita foi improvisada, tanto nos ingredientes como nas quantidades, mas posso dar-vos uma ideia para o caso de quererem experimentar. O bolo de chocolate levou 2 ovos, açúcar amarelo, farinha (não medi as quantidades dos ingredientes em pó, fiz a olho, é mais uma questão de gosto, equilíbrio entre as quantidades e de se obter a consistência pretendida - no fim acerto sempre com mais farinha ou mais leite conforme pretenda tornar a massa mais espessa ou mais fluida), uma colher de chá de fermento, cacau magro em pó (usar conforme a cor pretendida), aroma de rum, um bocadinho (menos de 50g) de becel, café, 1/2 chocolate culinário derretido em pouco leite e 200ml de natas. Foi ao forno a 180º numa forma redonda sem furo untada com margarina e pão ralado. Está pronto quando se espetar o palito e ele não trouxer massa líquida agarrada.

Por cima do bolo, levou uma camada de suspiro de chocolate: 2 claras batidas em castelo a que juntei, uma a uma, 8 colheres de açúcar branco, 1/2 colher de chá de vinagre de framboesa, 1 colher de chá de farinha maizena e cacau em pó magro. Espalhar o preparado num tabuleiro (coberto com papel vegetal ou um tapete de silicone próprio para biscoitos) conferindo-lhe uma forma arredondada ligeiramente menor que o diâmetro da forma usada no bolo (porque o suspiro cresce um bocadinho). Aquecer o forno a 180º mas baixar para 140º assim que se coloca o tabuleiro. Demora cerca de 40 a 50 minutos, está pronto quando a superfície estiver solidificada ou quando começar a rachar. Desligar o forno e deixar arrefecer lá dentro, não de forma brusca.

Quando o bolo e o suspiro arrefeceram, derreter cerca de 8 quadrados de chocolate culinário com um bocadinho de leite e misturar para formar uma pasta que, enquanto quente, vai servir para barrar o topo do bolo e colar-lhe o suspiro. No final, cobre-se com 200ml de natas batidas com 1 saqueta de açúcar baunilhado e enfeita-se com ginjas frescas em calda (descaroçadas e bem escorridas) e raspas de chocolate.

Só provei uma fatia. Desapareceu em minutos.

13 comentários:

R. disse...

Devia ser proibido, Raquel! Agora, minha menina, quero saber quem é que vai concentrar-se o resto da tarde para trabalhar. Não tens emenda...

aVidaDaCastanha - Cláudia disse...

Para abrir o apetite não há melhor :)
Tem um óptimo aspecto!!

Ana Nunes disse...

estava que era uma delícia! Então a parte do suspiro..ai :)

Sara CS disse...

Eu ia escrever que devias ser proibida de publicar uma coisa destas - já vi que não sou a única, lol.
Isto não se faz, Raquel, ainda mais a uma grávida mega-gulosa...

bitas disse...

só o aspecto já deixa água na boca :)

Débora disse...

Tu devias era escrever um livro de receitas, Raquel :) e distribuir cópias aqui às leitoras do coração :)

Sara Freitas disse...

M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O!!!
Quando vi inicialmente pareceu-me Bolo Floresta Negra (ando cheia de desejos por esse bolo desde que vi uma receita no Masterchef Australia) mas este parece ser igualmente divinal!!!
(faz o livro que eu compro, Raquel! :)

Raquel Úria disse...

Vocês são ♥! Tanta gente a tornar o seu blog privado e eu tão feliz por o meu ser público. Até agora, entre amigas(os) de longa data e alegres desconhecidas(os), só me passa por aqui gente generosa e simpática.

Sim, Sara, como disse a minha cunhada tua homónima: este é uma fusão entre bolo Floresta Negra e Melhor bolo de Chocolate do Mundo. :)

Um livro de receitas meu seria, no mínimo, divertido: "e depois juntam não sei muito bem que quantidade, foi a olho, inventei".

Anónimo disse...

desde que tens o blog, só conheces gente fofinha ;-)

erva doce

Cecilia e Helena disse...

Oi, Raquel, uau, que lindas fotos!
Sim, aqui no Brasil o dia da criança é em outubro! Não sabia que era diferente aí em Portugal.
Beijos e volte sempre!
Helena

ao sabor da cor disse...

que hora abençoada esta em que fizeste esta maravilha! Inspiração assim tão docinha não é mesmo para qualquer um. Está lindo! quanto ao sabor, vou ficar mesmo pela imaginação e esperar por um encontro com todas estas meninas que se estão por aqui a babar como eu, para o provarmos, claro!

Ana Marques disse...

Tb quero provar... deve ser mesmo delicioso:)Bem que precisava depois de um dia como o de hj***

Raquel Úria disse...

Ana, se tivesse a tua paciência e talento para aquelas coberturas ultra elaboradas acho que este bolo tinha potencial. ;)

Mas sim, sabia mesmo bem... não sei quando volto a ter tempo e paciência para repetir! Como é que consegues?!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...