terça-feira, 2 de agosto de 2011

ai!


Ando atormentada por uma questão de vida ou morte: como é que são as férias das pessoas que têm plantas? Tem sido necessário regar  os vasos diariamente, se me ausentar por mais de 3 ou 4 dias, prevejo que as plantas vão secar todas. As gatas vão sempre connosco de férias, mas não posso levar 27 vasos comigo... ai!



15 comentários:

susana disse...

A minha mãe costumava encher um centímetro de água na banheira e deixava lá todas as plantas, mas a casa de banho tinha janela, ou seja a luz natural do dia entrava. resultou sempre e as plantas nunca morreram...é uma ideia. Ahhh e gosto muito deste blog:)

Raquel Úria disse...

É realmente uma boa ideia, Susana. A minha casa de banho tem uma janela com pouca luz mas que, de qualquer forma, não posso deixar aberta durante a nossa ausência (por ser um rés-do-chão, não arrisco!). Mas vou pegar nessa ideia e ver se há possibilidades de a adaptar aqui.
Obrigada pela simpatia. :)

Raquel Úria disse...

(Acho que não me expliquei bem: é que com a janela fechada, praticamente não entra luz.)

Anónimo disse...

Falei mesmo agora com ela, porque intrigou-me se ela continuaria a fazer o mesmo, é que a casa actual dela não tem janela na casa de banho. Mas sim,continua com o mesmo método deixa a porta bem aberta e tenta que entre luz por outra janela... é mesmo uma questão de a Raquel tentar. realmente ela nunca me pediu para regar as plantas e ela costuma ausentar-se ás vezes mais de 5 dias. Boa sorte e boas férias.

susana disse...

...não deixei o nome...e detesto que isso aconteça! fui eu, susana que comentei agora mesmo...bolas.

R. disse...

Ora bem:
primeirus: se ainda ninguém se antecipou, põe aí o meu nome no primeiro lugar da lista de fãs do teu jardim, vasos, plantas, regador, tudo, estás a ver?!
segundus: estou com esse drama. Pensei, pensei e vou arriscar três dias sem regar. De três em três dias volto a Coimbra para atestar as ditas cujas. Rego e ainda ponho um bocadinho de água no vaso. Quando for para fora, atendendo a que mamãe também vai, conto com a preciosa ajuda de São Pedro para deixar o tempo fresquinho, fresquinho. E espero que me ouça. Afinal, deve ser em paga desse favor futuro que me anda a obrigar a levar com vento e mar revolto estes dias.
Beijinhos e xis*

P.S. Há sempre a possibilidade de dar a chave a um vizinho de confiança ou a um amigo que more perto. No meu caso, não deu. Não vale a pena adiantar muito mas... não me apetece dar a chave ao amigo. Exigiria telefonemas a saber da flora numa época em que agradeço ausência de contacto com a fauna!

Kella disse...

Olá!
Existem umas embalagens, parecem de iogurte, que têm um gel lá dentro. Ora esse gel deita-se nos vasos e vai alimentando (regando) as plantas durante alguns dias.
Procura nas lojas da especialidade. Eu comprei os meus no Lidl numa semana cuja temática era essa. Mas olha que a ideia da banheira é muito boa e eficaz, já a minha mãe o fazia há 30 anos!
O meu dilema é um pouco maior: a quem dar a chave para vir dar de comer ao Tommy e regar o jardimdurante os 15 dias que vamos estar fora?

Selma Tabita disse...

Olha, as minhas plantas ficaram todas na cozinha (levaram, portanto, com luz natural) e antes de ir embora reguei-as com bastante água e sobreviveram todas! Aliás até ficaram mais bonitas! =)

Raquel Úria disse...

:) Eu percebi, Susana! E obrigada!

R.zinha, és única e inigualável! lol "Exigiria telefonemas a saber da flora numa época em que agradeço ausência de contacto com a fauna!" :)

Selma, acho que também vou acabar por fazer praticamente o mesmo. Espero que o resultado também seja o mesmo!

Kella, esse dilema é bem pior! E obrigada também pelas dicas. Já tinha visto esse gel mas não sabia para que servia. :) Se encontrar, passa a ser esse o meu plano.

E tive outra ideia, mais drástica. Se correr bem, divulgo. ;)

Marianne disse...

Conheço uma senhora que tinha uma autêntica selva em casa e que fazia assim: punha um alguidar cheio de água no meio da varanda. Depois punha vários bocados de tecido a fazer a ligação entre o alguidar e os pratos das plantas dela (ou seja, ficava o alguidar no meio e os vasos à volta). As plantas "bebiam" à medida que tinham sede... e aguentavam-se SEMANAS assim.

Claudia Borralho disse...

Vai alguem regar-te as plantas :)
Tambem podes experimentar estes vasos do ikea
http://www.ikea.com/pt/pt/catalog/products/20039394

Nicole disse...

http://www.presente-ideal.com/casa-lazer-aquabulbs-cuidar-regar-plantas-nao-trabalho-p-59.html

É uma possibilidade.
Já tenho visto nas lojas dos chineses uns copinhos em formato de cone, em cerâmica que se enche de água e se espeta na terra dos vasos para as flores irem bebendo à medida que sentirem necessidade. Mas são relativamente pequenos, portanto, a duração da água não deve de ser muito longa.
Andei a pesquisar na net a ver se encontrava uma imagem, mas até agora sem sucesso. Se conseguir encontrar, deixo aqui o link.

Raquel Úria disse...

Obrigada pelas vossas ideias e sugestões, Marianne, Cláudia e Nicole. Ando a leste, nunca tinha ouvido falar de nenhuma delas! Valeu mesmo a pena pedir ajuda. :)

disse...

Tive o mesmo dilema agora quando fui de férias... coloquei-as todas na cozinha para receberem luz e enchi os pratos por baixo dos vasos de água, porque nao me ocorreu mais nada. Ao fim de uma semana quando cheguei, estavam sequinhas, mas não mortas. A ideia da banheira parece-me uma excelente ideia e a do trapo ligado a todas as plantas foi uma surpresa para mim, nunca me tinha ocorrido.
Quanto ao espaço que mostras aqui... ai, estou maravilhada, é marquise, varanda... o que é? tem tanta luz...

Raquel Úria disse...

Que bom, as plantas esperaram o vosso regresso! :) As minhas também sobreviveram. Acho que algumas até se ressentiram mais do excesso de água que lhes deixei do que da escassez!

O espaço é o jardim de Inverno (um quintal que foi fechado com telhado de vidro) que eu uso como sala de jantar. É onde as plantas estão mesmo bem.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...